A gota final: os grandes festivais se juntam aos menores para banir o uso de canudos plásticos

Com o aumento da pressão para a redução do desperdício de plástico, a Live Nation, Global e AEG disseram a IQ que os canudos plásticos não serão bem vindos em seus eventos do verão europeu.

Os maiores promotores de festivais do Reino Unido disseram a IQ que seus eventos nesse verão não terão canudos de plástico, depois de um pronunciamento de ministros no começo dessa semana de que a Inglaterra pretende banir a venda de canudos plásticos, misturadores de bebidas e porta copos, numa aposta para combater danos ambientais.

A Festival Republic, Global/Broadwick Live e AEG/Goldenvoice se juntam a Mama Festivals e a Association of Independent Festivals (AIF) no compromisso para eliminar os canudos plásticos da temporada de festivais, com a crescente consciência  da crise da poluição por plásticos afetando os oceanos do mundo. ( Uma ilha de lixo plástico flutuante no Pacífico – chamada de “O Grande Remendo Plástico do Pacífico” – já tem o dobro do tamanho da França.)

A Festival Republic, da Live Nation, que tem no seu portfolio de eventos do Reino Unido o Download, Wireless, Community, Latitude e Reading/Leeds, anunciou essa semana diversas iniciativas verdes em todos os seus eventos no Reino Unido, algo que vem na sequência do banimento, por parte de seus fornecedores, de talheres plásticos, pratos e recipientes de uso único, em voga desde 2009.

Parcerias já existentes com o Greenpeace do Reino Unido e a Friends of the Earth na Irlanda continuam, enquanto todas as garrafas plásticas compradas nos eventos da Festival Republic dão direito a um reembolso, para incentivar a reciclagem. Isso começou com garrafas de água em 2009 e se expandiu para qualquer garrafa plástica de bebida, com voluntários do Greenpeace cuidando dos pontos de devolução das mesmas no festivais Download, Community, Wireless, Latitude, RiZe e Reading e Leeds desse ano.

E ainda, apenas canudos reutilizáveis, como os feitos de plástico biodegradável, madeira ou papel, serão permitidos nos eventos da Festival Republic esse ano.

“Os festivais inspiram mudanças nas pessoas, então precisamos tomar as atitudes coletivamente.”

“Os problemas do meio ambiente sempre foram uma preocupação em todos os shows da Festival Republic,” explica Melvin Benn, diretor da Festival Republic. “Nosso objetivo não é apenas implementar medidas para minimizar o uso de plástico nos eventos, mas ao mesmo tempo também educar nosso público. Seja através da já conhecida restrição aos plásticos de uso único por nossos fornecedores desde 2009, ou trabalhando em parceria com o Greenpeace do Reino Unido apresentando o esquema reembolso pelas garrafas plásticas de água em 2009 e qualquer garrafa em 2016, estamos nos certificando de que as taxas de redução de lixo e reciclagem melhorem a cada ano.”

“A reciclagem e plásticos de uso único  são apenas uma parte do que fazemos para sermos mais econômicos e amigos do meio ambiente.”

A Global, associada da Broadwick Live, a segunda maior empresa de festivais no Reino Unido, também está banindo canudos plásticos de seus eventos, que incluem o Field Day, Standon Calling, Festival №6, Truck Festival, Y Not e Rewind, a partir desse verão europeu.

“Canudos plásticos não estarão disponíveis em nenhuma festival da Broadwick Live nesse verão,” confirma uma representante da empresa.

Na AEG – que se prepara para seu primeiro verão como mantenedora única do Victoria Park em Londres – o executivo Jim King diz que a empresa está lutando para minimizar o impacto ambiental causado pelos seus festivais no Reino Unido, que incluem All Points East no Victoria Park e British Summer Time no Hyde Park, bem como um evento não confirmado no Knebworth Park.

“Qualquer atitude para a redução de poluição por plásticos deve ser bem vinda e apoiada.”

Mais de 80 locais, equipes esportivais e festivais ao redor do mundo já estão rastreando seus dados de performance ambiental, incluindo emissões de gases causadores do efeito estufa, lixo e uso de água, através do programa corporativo de sustentabilidade, o AEG 1Earth.

King, presidente executivo de música ao vivo da AEG Presents disse a IQ que “qualquer atitude para a redução de poluição por plásticos deve ser bem vinda e apoiada.”

“A AEG trabalha duro para que nossos eventos tenham o menor impacto ambienta possível – e, por exemplo, não usaremos mais canudos plásticos em festivais, como o British Summer Time no Hyde Park e All Points East.”

Como resultado das três empresas se unirem pelo banimentos dos canudos plásticos, tanto os grandes festivais quanto os independentes no Reino Unido estão unidos para minimizar o dano ambiental causado pelo plástico de uso único.

“Há muito que pode ser feito pelos festivais para eliminar o uso de plásticos, como adotar copos reutilizáveis, banir a venda de bebidas em copos plásticos e incentivar os frequentadores dos festivais a trazer garrafas de água que possam ser enchidas novamente,” diz Chris Johnson, co-fundador e diretor de operações do Shambala Festival, da AIF. ” Os festivais inspiram mudanças nas pessoas, então precisamos tomar as atitudes coletivamente e criar um novo “normal” – um normal melhor.”

Fonte: IQ Mgazine