Elton John anuncia aposentadoria com mega turnê de despedida

O cantor, compositor e pianista Elton John anunciou em entrevista coletiva em Nova York, transmitida pela internet, na tarde de quarta-feira (24), que se retirará dos palcos definitivamente após uma última turnê mundial.

Ao ser perguntado se havia chance de ele retornar, ele foi direto. “Eu não sou a Cher. Eu tenho 71 anos e não posso fisicamente viajar mais. Quero ficar em casa, ficar mais tempo com os meus filhos. Eu tive uma vida incrível, mas a vida sempre muda. Não quero sair de cena como um gemido, quero sair como um estrondo. Estes últimos shows serão os mais fantásticos que já fiz”, garantiu.

John falou muitas vezes sobre seu desejo de passar mais tempo com a família, seus dois filhos e seu marido, o cineasta canadense e ex-executivo publicitário David Furnish.

Com 50 anos de carreira e mais 300 milhões de álbuns vendidos, Elton John diz que o fim das turnês não significa nem que ele esteja com problemas médicos (afinal, argumentou, quem com saúde ruim poderia fazer uma rodada de 300 shows?), nem que deixará de continuar produzindo — ele quer continuar compondo, gravando discos e fazendo exposições de fotos.

 Embora aparentasse estar em boa saúde, no ano passado o cantor cancelou shows na América do Sul após contrair uma infecção bacteriana.

A turnê Farewell Yellow Brick Road terá 300 shows.

A turnê de despedida começará em 8 de setembro, em Allentown (Pennsylvania), segue pelos Estados Unidos e desembarca na Europa em abril de 2019. Em novembro, vai para a Ásia, depois para a Austrália e chega à América do Sul em março de 2020. Em seguida, ela volta para a Europa e encerra, novamente, nos Estados Unidos.

O cantor esteve no Brasil em 1978, 1995, 2009, 2014 e 2017, também sendo atração do Rock in Rio em 2011 e 2015.