NA BIBLIOTECA: Empreendedorismo para subversivos – Facundo Guerra

Por Fabiana Lian

Quem é paulistano já ouviu este nome. Já dissemos outra vez (EMPREENDENDO COM ENTRETENIMENTO EM SÃO PAULO COM FACUNDO GUERRA) : Facundo Guerra é a cara de São Paulo.

Ele não é escritor, mas lançou em 2017 o seu primeiro livro: “Empreendedorismo para subversivos”. O empresário conta, como numa conversa de happy hour, no Mirante, as suas experiências, erros e impulsos.

Facundo livro

Desenrola-se um relato honesto, íntimo de um empreendedor que não segue cartilhas, que não tem problemas em contar sobre suas motivações, ás vezes emocionais ( não nega o argentino, o mais passional dos passionais latinos), que errou um bocado, arrumou briga, experimentou formas de gestão, mas acima de tudo, conseguiu conquistar um lugar, a despeito dos empresários convencionais, de referência de empreendedorismo na maior cidade da América do Sul. O título não poderia ser mais genial!

Embora o livro se proponha a ser um guia, ele não chega a ser eficiente como um livro de auto ajuda. O guia mesmo é a parte mais “lugar comum” da publicação, como se houvesse uma exigência editorial funcional, embora, mesmo aí tenhamos algumas pérolas como o intrapreendedorismo da equipe, as ilusões causadas pela esperança que funciona quase como uma droga que pode matar o cidadão… úteis!

O mais legal e, o que realmente nos captura, é o retrato deste empresário contemporâneo – impossível não me enxergar, e alguns amigos ali – que empenha no trabalho sua personalidade, crenças, valores, amor, dúvidas e, a Pessoa Física segue a vida completamente misturada a Pessoa Jurídica.

O novo empresário não tem mais esta fronteira “em casa sou um santo e no trabalho sou um crápula”. O Facundo empreendedor coloca uma luz e até tranquiliza os conflitos de quem se vê, mas ainda não se entende como este personagem e, abre com facão um atalho ótimo para as novas gerações de empresários, quem sabe ainda mais éticos, coerentes e conscientes.

Facundo Guerra (Foto: Clayton Melo)

Facundo Guerra (Foto: Clayton Melo)

Salvar

Salvar