Empresa estatal de música em Cuba, a EGREM, expande acordo com a Sony

Por Deca Pertrini

Segundo a Billboard, a principal empresa musical comandada pelo Estado, em Cuba, está expandindo seus negócios com a gigante Sony, sendo um sinal do contínuo progresso nas relações comerciais entre os EUA e Cuba.

A empresa cubana de gravações e edições musicais, conhecida pelo acrônimo espanhol EGREM, detém os direitos dos trabalhos de milhares de artistas cubanos, incluindo músicos de renome como Benny Moré, Chucho Valdes e Omara Portuondo.

Com um acordo assinado na quarta-feira (24/01), a Sony/ATV (baseada nos EUA), a maior empresa do mundo em direitos musicais, licenciará direitos das músicas do catálogo da EGREM para clientes das indústrias da TV e Cinema, serviços de streaming, entre outros.

Representantes da Sony/ATV dizem receber uma comissão padrão pelas vendas das propriedades da EGREM , mas se recusaram a dar detalhes sobre o acordo. A Sony Music assinou, em 2015, um acordo para distribuir mundialmente os álbuns dos artistas da EGREM.