ESPECIAL SEGURANÇA – DICAS DE COMO SE PROTEGER

Colaboração especial: Wob Roberts

A ON STAGE LAB está, já há alguns dias dedicando tempo para falar um pouco mais sobre segurança em shows e espetáculos ao vivo. Essa semana, recebemos um documento do production manager Wob Roberts, famoso por grandes produções com artistas de renome, como Robbie Williams, Genesis, One Direction e, atualmente, trabalhando junto ao Evanescence.

Wob é um grande parceiro nosso e, preocupado em explicar melhor as medidas de segurança que estão foram postas em prática desde o atentado terrorista ocorrido no Bataclan, em Paris. “É muito importante estarmos juntos. Os eventos horríveis do Bataclan e Manchester mostram o pouco controle que temos sobre o que acontece nos entornos dos shows”, explica Wob.

Ao longo do texto que Roberts enviou à fundadora da ON STAGE LAB, Fabiana Lian, ele é enfático ao pontuar que tudo o que podia ser feito até o momento pela comunidade da indústria do entretenimento ao vivo, foi feito: pesquisa sobre potenciais ameaças, bloqueios de palco, revistas mais detalhadas. “Se começarmos a parar essas ameaças do lado de fora do local , isso conta como vencer o terrorismo.” Ele ainda completa: “Todos nós precisamos estar vigilantes. Isso significa o público, bem como a equipe de segurança e o local. Todos.”

Então abaixo, traduzimos o documento, intitulado “Counter Terrorism Advice for Touring Crew”, produzido pela TESS – The Event Safety Shop.

Atentados terroristas recentes mostram que qualquer tipo de lugar lotado pode se tornar um alvo terrorista, e ao que parece, quanto mais benigno, melhor. No entanto, NÃO HÁ RAZÕES acreditar que seu evento em particular esteja em risco, mas as orientações dadas aqui são destinadas a fortalecer sua defesa para evitar ataques, e resiliência caso um ataque realmente ocorra.

Toda sua equipe em turnê deve ficar alerta, não alarmada – as chances de um incidente terrorista ainda são extremamente remotas, mas faz sentido tomar medidas simples para prevenir e preparar todos. A orientação aqui é deliberadamente geral e você deve adaptá-la às suas próprias circunstâncias.


PROTEGER E PREVENIR
A melhor forma de defesa é evitar um ataque antes de começar. Os terroristas geralmente “
miram” um alvo dias antes do ataque. Este reconhecimento hostil pode incluir tirar fotos de posições ou obstáculos policiais, fazer perguntas sobre segurança e assim por diante. Você pode não estar no local em potencial por muito tempo, mas fique atento a comportamentos suspeitos ou acontecimentos suspeitos do lado de fora do venue. Anote todos os detalhes e acione as autoridades locais. Um alarme falso é melhor do que um incidente.

Embora ataques recentes tenham envolvido terroristas armados e veículos, os dispositivos explosivos escondidos em determinados locais continuam sendo uma ameaça (como aconteceu, por exemplo, durante a Maratona de Boston). Mantenha-se vigilante em relação a pessoas desconhecidas em áreas seguras, pacotes, veículos não autorizados ou sacos deixados “em lugares errados”. Use o protocolo HOT. Se um objeto foi deliberadamente escondido (HIDDEN), há uma óbvia (OBVIOUS) ameaça (fios e temporizador), e é típica (TYPICAL – daí a sigla HOT) – não queremos que você preste atenção para cada case nas docas de carga do avião! Mas, dito isso, seus cases e bagagens pessoais precisam estar bem identificadas e marcadas no caso de viagens. A maioria dos produtores nas equipes carregam mochilas para o show – da mesma forma que os homens-bomba de Boston. Então, como alguém pode dizer a diferença entre um e outro se você não identificar a sua mochila de alguma maneira? Cada equipe de turnê deve considerar a emissão de etiquetas de segurança para bagagens pessoais – o que também reduz a probabilidade dessa bagagem ser deixada para trás.


PLANE
JAR E PREPARAR
O truque é passar alguns minutos pensando sobre o que você faria se houvesse uma crise. Discuta com sua equipe, mas mantenha-a proporcionada. Um plano simples e confiável é tudo o que você precisa. Tenha uma conversa com o local do seu evento sobre os planos de emergência. Certifique-se de ter um canal mais amplo para comunicar a consciência situacional entre sua equipe e o local. Às vezes, todas as conversas são sobre caminhão, trussing e técnica – mas temos que ampliar a conversa para incluir nosso dever coletivo de proteger todos dentro do evento.

Os shows em si possuem ótimas ferramentas para dar informações ao público – todos estão ouvindo o PA e observando os telões; como você pode transformar isso em vantagem se houver uma emergência? Quem pode fazer um anúncio, onde está o microfone, como conseguimos um slide de espera? Estas são coisas fáceis de se resolver com antecedência e devem fazer parte da rotina diária.

Nós vimos casos em que a emergência está dentro do local, e precisamos tirar as pessoas. Mas também pode ser que um ataque esteja nos entornos do local (como aconteceu no Stade de France, Paris) e precisamos manter as pessoas dentro do venue para sua própria segurança. Nesse tipo de instância, o sistema de PA e telões de vídeo podem ser ferramentas extremamente importantes, realizando uma função de alarme. Pense nisso. Tenha a discussão. Elabore um plano simples.

CORRA, ESCONDA-SE, DENUNCIE
O Conselho dos Chefes da Polícia Nacional do Reino Unido preparou breves notas informativas para pessoas que são pegas de surpresa em um ataque terrorista no local de trabalho. Para mais informações, visite: www.npcc.police.uk/staysafe

1
Lembre-se,
esconder-se não significa necessariamente estar fora de perigo, especialmente se armas de fogo estiverem envolvidas. Geradores e veículos pesados oferecem proteção de maneira que tendas ou barracas claramente não o fazem. Mas fora da vista de um terrorista é melhor que nada…

Se a sua vida está em perigo iminente (como, por exemplo, com um homem armado), você pode não ter outra opção senão lutar – mas, em nenhuma circunstância, alguém deveria levar armas para o show “por prevenção“.


UM LUGAR SEGURO
Uma das histórias que surgiram do ataque
no Bataclan foi o valor de ter um lugar para se esconder. Quando você está configurando o FOH ou empilhando-se cases no palco, use um momento para considerar se você pode criar um lugar simples para se abrigar. Pode não ser o suficiente para parar uma bala, mas você e outros podem sair da vista. Você pode, por exemplo empilhar os cases de alguma forma diferente, então por que não construir um refúgio para a sua equipe?

Cada show é diferente e a rota para a sua segurança variará. Pode ser que o melhor seja ir para os camarins, ou diretamente para os ônibus/vans/carros, ou para a a área de catering, mas o que quer que você decida fazer, pense em como chegar e como sair novamente. Tenha essa conversa. Discuta com a produção, a segurança ou o local do show para entender o que funciona melhor e certifique-se de ter uma atualização de dois minutos antes das portas serem abertas ao público.


EM CASO DE ATAQUE
É
mandatório que uma situação dessa seja envolta em caos após, as pessoas nas imediações responderão na base do reflexo e na necessidade de auto-preservação. No entanto, o mais rápido possível, precisamos começar a tomar controle para proteger a vida e manter todos em segurança. Isso significa:

  • Estabelecer um mecanismo para Show-Stop (que deve ser parte de seu plano de qualquer maneira para outros tipos de incidentes);
  • Fazer o possível para apoiar o venue com mensagens de emergência;
  • Chegar ao seu “esconderijo”;
  • Aguardar e responder instruções específicas da Polícia ou do local do evento.

Quando as autoridades chegam, podem não ter uma ideia clara de quem é o responsável pelo ataque e quem é um espectador inocente. Largue suas malas e pertences no chão, mantenha suas mãos visíveis e responda imediatamente a qualquer pedido da polícia. NÃO se apresse indo em direção a eles.

2

APOIO À SEGURANÇA
Dentro do entretenimento ao vivo, é fácil tornar-se complacente quanto à segurança – você fica irritado quando solicitado a produzir uma credencial, ou talvez não entenda por que você tem que esperar na fila para ser revistado. Em vez de se sentir superior às pessoas vestindo fardas, você deve reconhecer que eles estão realizando um serviço vital para proteger você e o público. Vamos dar-lhes o respeito que é devido e não fazer nada para minar as medidas de segurança, como bloquear portas abertas ou duplicação de credenciamento.

AVISE / DENUNCIE
Não tenha medo de reportar atividades ou pessoas
que lhe pareçam suspeitas. Ninguém conhece sua área melhor do que você, e se as coisas simplesmente não se estão parecendo bem; leve à atenção de alguém.

3

Salvar

Salvar

Salvar