Katy Perry decepciona gravadora com baixas vendas de “Witness”

Por Deca Pertrini

O chefe da Capitol Records diz ter tido “conversas difíceis” com Katy Perry após as decepcionantes vendas de seu último álbum, Witness, segundo o site BBC.

Perry lançou seu quarto trabalho em junho do ano passado, porém, apesar das aparições no Big Weekend e Glastonbury da Radio 1, não alcançou um grande sucesso com os seus fãs.

Estreou nas paradas do Reino Unido na sexta posição, depois de vender 16.153 cópias. Até o momento, vendeu menos de 60.000, sendo que todos os anteriores de Perry venderam mais de 500 mil cópias.

Seu best-seller é Teenage Dream, que ganhou quatro discos de platina, representando vendas superiores a 1,2 milhões.

“É uma história interessante”, disse Steve Barnett, do Capitol Records. “Eu a adoro e construí um excelente relacionamento com ela”.

Segundo ele, o intervalo de quatro anos entre o terceiro e o quarto álbuns de Perry prejudicou o relacionamento dos fãs com a estrela.

“E então você se senta e tem conversas duras com ela e seus empresários,” declarou à Variety

“Por mais bem sucedido que seja, você aprende. Pessoalmente, aprendi mais com nossos erros do que com nossos sucessos e acredito que nossos artistas estão na mesma categoria que isso”.

Atualmente a cantora está no meio da turnê “Witness World Tour”, que está tendo um desempenho melhor que o álbum de mesmo nome.

A turnê arrecadou US$ 28,1 milhões no ano passado, e está pronta para chegar ao Reino Unido em junho.

Perry também fará sua estreia como jurada no American Idol em março e segundo Barnett, ela já começou a planejar um retorno à música.

“Ela tem um plano, nós temos um plano e eu me sinto muito bem com isso!”