LADY GAGA FEZ TOUCHDOWN NO SUPER BOWL

Quem estava ontem grudado na televisão e era fã de futebol americano, a final entre New England Patriots e Atlantic Falcons foi um jogo de arrepiar, com uma virada liderada pelo quarterback Tom Brady e recordes quebrados. Mas para os mortais que não ligam pra nada disso e ainda assim estavam fissurados na final do Super Bowl, a grande atração da noite era a performance de Lady Gaga no “show do intervalo”.

gaga

Ela, que no último Super Bowl ficou com a responsabilidade de cantar o hino nacional norte-americano, dessa vez foi a grande estrela de um dos espaços comerciais mais caros do planeta na televisão, com um show que certamente já superou o de Beyoncé – que também foi impressionante em produção no ano passado.

Aparecendo no topo do NGR Stadium, no Texas (que permaneceu fechado durante todo o jogo para evitar que intempéries atrapalhassem a grande final), Gaga fez uma espécie de medley patriótico e uma série de recados ao longo de seu show foram passados ao novo presidente, Donald Trump. Com figurino tradicional e facilmente reconhecível até por quem não é fã da cantora, ela deu um salto e “voou” pelo estádio em algumas músicas, pra delírio do público.

Abaixo você pode conferir um impressionante vídeo de timelapse de como toda a estrutura para receber a performance de Lady Gaga foi posicionada em questão de pouquíssimos minutos:

No total, foram 13 minutos de shows e trezentos drones acompanhando Gaga pelo estádio. Depois do hit “Poker Face”, Gaga fez o que qualquer artista gostaria de fazer no atual momento dos Estados Unidos: ter uma música para esfregar na cara de Donald Trump sobre igualdade de minorias e crítica de discriminação. Para a sorte de todos, ela tinha: “Born This Way” cantada no estado do Texas, um estado com maioria tradicional republicana e com um alinhamento de pensamento semelhante ao do presidente magnata. Foi épico.

lady-gaga-ftr-fierce-gettyjpg_qyp3su5nvwuj15yq6nzonp61d

“Telephone”, “Just Dance” e outros grandes hits como “Bad Romance”, toneladas de fogos e coreografias marcadíssimas, cheias de energia, deixaram o público de queixo no chão. Parte do público ainda fez uma espécie de flashmob durante a última música…

ESTATÍSTICAS

A revista People ainda fez uma pesquisa para descobrir se haviam mais fãs de Lady Gaga do que de fato fãs de futebol americano durante a audiência da final do Super Bowl e o resultado é bastante curioso: torcedores do Patriots confiram ser grandes fãs e consumidores do conteúdo da cantora, enquanto os torcedores do Falcons consideram-se “swifties” – fãs de Taylor Swift. De acordo com a pesquisa, desde 2015 há um cruzamento curioso entre torcedores do Patriots que compram ingressos para os jogos que também vão aos shows de Lady Gaga.

Outro dado curioso tem a ver com a compra de ingressos para esta final: 7,8 dos ingressos vendidos foram para fãs de cerca de 16 países diferentes, incluindo África do Sul, Austrália e Japão. Mais 15% dos ingressos foram vendidos para torcedores do Patriots e 13,5% para torcedores do Falcons. E os demais 63,7% dos ingressos? Teriam todo esse monte de gente comprado ingressos apenas para o show do intervalo?? Não sabemos, mas os fãs em geral declararam que essa apresentação foi considerada um verdadeiro touchdown.

Perdeu esse grande show?

Veja aqui: