MORRE GLENN FREY, DO EAGLES

O mundo da música vem sofrendo grandes perdas nas últimas semanas. Após a morte de Lemmy (Motörhead) e David Bowie, ontem foi anunciada a morte de Glenn Frey, um dos fundadores e guitarrista do Eagles. Glenn é considerado um dos artistas mais populares e bem sucedidos comercialmente da década de 1970. A banda confirmou a notícia ontem, 18, através de um comunicado em seu site.

“Glenn travaram uma batalha corajosa nas últimas semanas, mas, infelizmente, sucumbiu a complicações de artrite reumatóide, colite aguda ulcerativa e pneumonia. Palavras não pode nem descrever a nossa tristeza, nem nosso amor e respeito por tudo o que ele nos deu, sua família, a comunidade da música e milhões de fãs em todo o mundo.”

Frey estava lutando contra problemas intestinais que causaram o adiamento da banda banda a adiar o Kennedy Center Honors. Um comunicado da banda disse então que o problema recorrente exigiria “grande cirurgia e um longo período de recuperação.” Don Henley, baterista do Eagles e eterno companheiro de Frey, emitiu a seguinte declaração:

“Ele era como um irmão para mim;.. Se fôssemos da família, seria como na maioria das famílias, cheias de disfunções, mas, o vínculo forjado ao longo de 45 anos nunca mais foi quebrado, mesmo durante os 14 anos em que o Eagles esteve separado. Nós fomos dois jovens que fizeram a peregrinação a Los Angeles com o mesmo sonho: deixar a nossa marca na indústria da música – e com perseverança, um profundo amor pela música, a nossa aliança com outros grandes músicos e nosso empresário, Irving Azoff, construímos algo que durou mais tempo do que qualquer um poderia ter sonhado. Mas Glenn foi quem começou tudo. Ele era a nossa ignição, o homem com o plano. Ele tinha um conhecimento enciclopédico de música popular e uma ética de trabalho que era incrível . Ele era engraçado, um idiota, generoso, profundamente talentoso e objetivo. Ele amava sua esposa e filhos mais do que qualquer coisa. Estamos todos em estado de choque, descrença e profunda tristeza. Nós trouxemos nossa história de dois anos do “Eagles Tour” a um final triunfante no final de julho e agora ele se foi. Eu não tenho certeza se acredito em destino, mas eu sei que cruzar caminhos com Glenn Frey Lewis em 1970 mudou minha vida para sempre, e, finalmente, teve um impacto nas vidas de milhões de outras pessoas em todo o planeta. Vai ser muito estranho seguir em frente em um mundo sem ele. Mas, eu vou ser grato, todos os dias, por sua presença em minha vida. Descanse em paz, meu irmão. Você fez o que se propôs a fazer”.

Frey nasceu em 6 de novembro de 1948, em Detroit e foi criado nas proximidades de Royal Oak. Ele cresceu tocando em várias bandas em sua cidade, até que conheceu Bob Seger e, depois de muitos cogumelos, se convenceu a escrever uma música para ele. O primeiro sucesso de Seger tem a participação direta de Frey, em 1968, com “Ramblin ‘Man Gamblin’.”

O Eagles começou propriamente quando Linda Ronstadt e o então empresário do grupo, John Boylan, contrataram Frey e Don Henley em 1971. Randy Meisner e Bernie Leadon se juntaram pouco tempo depois à dupla que seguiu seu sonho de ir a Los Angeles e estava então formado o Eagles para uma turno de suporte à Linda. Essa formação durou apenas um verão, quando, com o incentivo da cantora, resolveram formar sua própria banda e assinar com a Asylum Records. O primeiro grande sucesso do Eagles foi “Take it Easy”. O grupo foi um sucesso instantâneo. Através de uma longa seqüência de hits nos anos 70, o Eagles foi ganhando uma força que teve enorme importância na popularização do country rock no sul da Califórnia. O Eagles está na lista dos 500 melhores álbuns de todos os tempos na Revista Rolling Stone.

Mas as drogas, a briga de egos e sucesso logo subiu à cabeça do grupo, que se dissolveu em 1980, poucos anos após conquistarem o topo das paradas com músicas como “Heartache Tonight” e o hino “Hotel California”, este último, foi certificado como platina por 16 vezes.

Frey embarcou então em uma carreira solo de sucesso, desfrutando de uma série de hits dos anos 80, a maioria atrelado a trilhas sonoras, como Beverly Hills Cop (“The Heat Is On”) e Miami Vice (“You Belong to the City”). Durante a década de 90, a banda optou por reunir-se para uma turnê idealizada por Irving Azoff, empresário de longa data do grupo. O título da turnê fazia menção à uma piada interna de quando o Eagles se separou – “Hell Freezes Over.” A banda fez turnos periódicas, até que em 2012, Frey lançou seu primeiro álbum solo desde os anos 90, “After Hours”.

Frey e Henley eram líderes dos Eagles e apenas dois membros constantes, e é difícil imaginar que a banda continue sem seus fundadores.