Napster voltará como serviço de streaming

Napster, a plataforma de compartilhamento de arquivos do final dos anos 90 que ficou conhecida por seus processos, está voltando como um serviço de streaming.

Rhapsody, o serviço de streaming que adquiriu o Napster em 2012, anunciou que mudará seu nome para Napster, provavelmente para capitalizar com o nome mais famoso.

Em um post de seu blog, o serviço prometeu: “Sem mudanças em suas playlists, favoritos, albuns e artistas. A mesma música. O mesmo serviço. 100% da música que você ama. Fique ligado!”

A decisão do Rhapsody de fazer um rebrand de sua marca como Napster vem da dura competição entre serviços de streaming rivais, como Spotify, Apple Music e o Tidal. A companhia foi forçada a fazer algumas demissões nos últimos meses.

Em um comunicado à imprensa, a companhia disse que sua decisão de mudar para o nome Napster “é um dos muitos passos que estamos tomando para fortalecer nossa marca global e melhorar a posição da companhia para seu crescimento.”

Embora o Napster tenha começado como uma plataforma ilegal de compartilhamento de arquivos, e foi notoriamente processada pelo Metallica e Dr. Dre, ela ressurgiu mais tarde como uma loja de música online legítima antes de ser adquirida pelo Rhapsody em 2011. Em seu auge, se estima que a plataforma tenha tido aproximadamente 80 milhões de usuários mundialmente.