Phil Collins emociona com quatro shows históricos no Brasil

Por Deca Pertrini

Com um público de aproximadamente 150 mil pessoas em quatro dias de apresentações, sendo a primeira no Rio de Janeiro, no estádio do Maracanã (22), duas no Allianz Parque (24 e 25), em São Paulo e outra no Beira Rio, em Porto Alegre (27), um dos maiores músicos de todos os tempos, Phil Collins fez apresentações emocionantes, tendo o Pretenders como convidado especial para abrir seus shows durante a turnê “The Legendary Phil Collins Live”.

Formado na Inglaterra na década de 70, o Pretenders, liderado pela “Dama do Rock” Chrissie Hynde, iniciou a turnê, que seguirá para México, Peru, Chile, Uruguai, Argentina e Porto Rico. Esta foi a primeira apresentação do grupo no Brasil, desde 1988. Além de Hynde, o baterista Martin Chambers, que a acompanha na tour, é o único membro original da banda.

Aos 66 anos, a bela cantora mostrou uma disposição invejável durante esses quatro dias, demonstrando que o tempo não prejudicou a voz grave e sensual, sua marca registrada. Sempre muito simpática, a empolgada Chrissie não poupou palavras ao interagir com o público, afirmando que era um prazer estar de volta ao país e jurou que voltará para se apresentar “sozinha”.

phill-collins-maracana-credito-marcos-hermes-22

Crédito: Marcos Hermes

Os shows apresentaram um repertório que não dispensou os grandes hits da carreira do grupo, “Message Of Love”, “Don’t Get Me Wrong”, “Back on the Chain Gang”, “Hymn to Her”, “Alone” e a clássica balada “I’ll Stand by You”, além de canções dedicadas a Collins e também a Bob Dylan, de quem tocou “Forever Young”. “Se não fosse por ele, talvez nem gostaríamos ou saberíamos o que é música”, anunciou, antes de entoar a faixa.

Esses shows só nos provaram que não é à toa que a banda vendeu mais de 25 milhões de álbuns durante a carreira e que a fundadora e líder é uma das melhores compositoras da música contemporânea.

Crédito: Marcos Hermes

Crédito: Marcos Hermes

Phil Collins retornou à música ao se apresentar ao vivo em um evento para sua própria Little Dreams Foundation no ano passado, antes de cantar dois de seus maiores sucessos na abertura do US OPEN – Aberto de Tênis dos EUA – em Nova York, em agosto, o que acabou por inspirá-lo a anunciar sua primeira turnê em uma década.

“Eu pensei que eu me aposentaria quieto, em silêncio”, diz Phil de seu retorno, “Mas graças aos fãs, a minha família e ao apoio de alguns artistas extraordinários, redescobri minha paixão pela música e pelas apresentações ao vivo. É hora de fazer tudo de novo e estou entusiasmado. Parece a coisa certa a ser feita”

Em outubro de 2016, o cantor anunciou seu retorno, com a tour NOT DEAD YET no Reino Unido, tendo início em 2 de junho de 2017, em Liverpool, porém, após 4 apresentações, Phil sofreu uma queda em seu quarto de hotel em Londres e teve de adiar várias datas no Royal Albert Hall. A turne foi retomada em novembro, do mesmo ano, em Motorpoint Arena em Nottingham, U.K.

 Em 27 de novembro, Collins anunciou as primeiras datas de sua turnê “The Legendary Phil Collins Live” em 2018, com shows em estádios na América do Sul, México e Porto Rico. Sim, o Brasil estava incluso!

28337217_10213312468219354_541539342970253065_o

Crédito: Marcos Vinicius Trojan

Após mais de 40 anos de espera, aos 67 anos e 37 de carreira solo, um dos maiores hitmakers da história veio pela primeira vez em carreira solo para o país, sendo que Phil Collins já esteve por aqui em 1977, quando tocou com o Genesis.

Com mais de 100 milhões de discos vendidos, o cantor começou na quinta feira (22) no Rio, a continuação da sua turnê “Not dead yet” (“Ainda não morri”), mesmo nome de sua biografia, lançada em 2016. A turnê passou também por São Paulo e Porto Alegre.

Crédito: Marcos Vinicius Troyan

Crédito: Marcos Vinicius Trojan

Apresentando uma saúde bem debilitada, Phil caminha com ajuda de uma bengala e passa todos os shows sentado devido a uma lesão em uma das vértebras do pescoço, ocorrida em 2007, durante sua turnê com o Genesis, porém, a voz e o talento continuam a imperar.

A emoção tomou conta do público, na sua grande maioria, acima dos 40 anos. Não era difícil encontrar pessoas com lágrimas nos olhos durante esses shows. Alguns se continham no choro, outros chegavam a soluçar durante os clássicos tocados, principalmente nas músicas do Genesis, em especial na clássica Follow You Follow Me, em que aparecia imagens do grupo no telão.

28337918_10213312753466485_3887936432608810980_o

Crédito: Marcos Vinicius Trojan

Phil Collins sempre foi acompanhado por grandes músicos. Nessa turnê são 14, quase todos parceiros de longa data, entre eles o veterano baixista Leland Sklar, o guitarrista Daryl Stuermer, os incríveis backing vocals Bridgette Bryant, Lamont Van Hook, Amy Keys e Arno M. Stewart, o percussionista Luis Conte, o tecladista Brad Cole e o trompetista Harry Kim.

Crédito: Marcos Vinicius Troyan

Crédito: Marcos Vinicius Trojan

Crédito: Marcos Vinicius Troyan

Crédito: Marcos Vinicius Trojan

28337604_10213312873149477_1345050638589397104_o

Crédito: Marcos Vinicius Trojan

Crédito: Marcos Vinicius Troyan

Crédito: Marcos Vinicius Trojan

Crédito: Marcos Vinicius Troyan

Crédito: Marcos Vinicius Trojan

“Separate Lives” foi outro destaque dos shows, sob um céu de estrelas LED que se projetavam nos telões, houve o dueto com a vocalista de apoio Bridgette Bryant, que foi muito ovacionada por mostrar tamanha potencia vocal e carisma. Essa faixa foi composta por Stephen Bishop e integrou a trilha do longa “O Sol da Meia-Noite”.

Crédito: Marcos Vinicius Troyan

Crédito: Marcos Vinicius Trojan

Em Porto Alegre, o ex-Genesis subiu ao palco com 30 minutos de atraso devido aos problemas causadas pela chuva. Além do Pretenders, o cantor, compositor e instrumentista porto-alegrense Duca Leindecker, participou da abertura da noite.
Crédito: Marcos Vinicius Troyan

Crédito: Marcos Vinicius Trojan

Crédito: Marcos Vinicius Troyan

Crédito: Marcos Vinicius Trojan

Certamente podemos dizer que foram noites memoráveis, pois assistimos a um dos artistas que, mesmo desprovido de locomoção, consegue transmitir uma energia capaz de dominar o palco e domar uma multidão faminta por músicas de uma época que não retornará.

The Legendary Phil Collins LIVE – AMÉRICA LATINA

22 Fevereiro 2018 –     Rio de Janeiro, Brasil –     Maracanã
24 Fevereiro 2018 –     São Paulo, Brasil –     Allianz Parque
25 Fevereiro 2018 –     São Paulo, Brasil –      Allianz Parque
27 Fevereiro 2018 –     Porto Alegre, Brasil –     Beira Rio
6 Março 2018 –       Monterrei, México –       Auditório Citibanamex
7 Março 2018 –     Guadalajara, México –       Arena VFG
9 Março 2018 –     Cidade do México, México –       Palacio de Los Deportes
13 Marco 2018 –     Lima, Peru –         Jockey Club del Peru
15 Março 2018 –     Santiago, Chile –         Estádio Nacional
17 Março 2018 –     Montevidéu, Uruguai –        Estádio Centenário
20 Março 2018 –     Buenos Aires, Argentina –           Campo Argentino de Polo
23 Março 2018 –     San Juan, Porto Rico –          Coliseu de Porto Rico

Crédito: Marcos Vinicius Troyan

Crédito: Marcos Vinicius Trojan

Set List Phil Collins
1. Against All Odds (Take a Look at Me Now)
2. Another Day in Paradise
3. I Missed Again
4. Hang in Long Enough
5. Wake Up Call
6. Throwing It All Away (Genesis song)
7. Follow You Follow Me (Genesis song)
8. Only You Know and I Know
9. Separate Lives (Stephen Bishop cover)
10. Something Happened on the Way to Heaven
11. In the Air Tonight
12. You Can’t Hurry Love (The Supremes cover)
13. Dance Into the Light
14. Invisible Touch (Genesis song)
15. Easy Lover (Philip Bailey cover)
16. Sussudio
BIS
17. Take Me Home

Set List The Pretenders
1. Don’t Cut Your Hair
2. Talk Of The Town
3. Back on the Chain Gang
4. Private Life
5. Message Of Love
6. Hymn to Her
7. Boots Of Chinese Plastic
8. Stop Your Sobbing (The Kinks cover)
9. I’ll Stand by You
10. Forever Young (Bob Dylan cover)
11. Night in My Veins
12. Brass in Pocket
13. Don’t Get Me Wrong
14. Mystery Achievement
15. Middle of the Road

Foto de capa: Marcos Vinicius Trojan