Usuários de realidade virtual gastam muito em shows – sinal do futuro?

Realidade Virtual (Virtual Reality ou VR) está se tornando uma grande oportunidade para promotores de shows, já que em uma pesquisa recente, as pessoas que aderiram rapidamente a essa tecnologia gastam o dobro que o americano comum gasta em shows e eventos ao vivo.

Enquanto lá fora já existem algumas empresas investindo no potencial da VR em transformar o mercado de shows, já que isso pode expandir massivamente o público de eventos, já que permite que pessoas que não podem comparecer tenham a experiência do show, um estudo da Nielsen mostrou o foco de gastos dos primeiros entusiastas da VR.

De acordo com a pesquisa com 8.000 consumidores de 18-54 anos, eles foram divididos em duas categorias: PaVRs (pavers), que são 24% da população entre 18 e 54 anos que dizem que “provavelmente usuariam ou até mesmo comprariam tecnolodia VR no próximo ano” enquanto os ConVRts (converts), representam 20% da população entre 18-54 anos nos EUA que “provavelmente não tentariam usar a VR por eles mesmos, mas que se estivessem expostos a informações sobre a tecnologia e aplicativos teriam mais interesse.”

Os PaVRs são os que mais gastam entre os consumidores, gastando mais de 195% a mais em ingressos de shows e eventos ao vivo, 179% em fast food e 170% em bebidas alcóolicas, mostrando que o nicho pode ser muito interessante para diversos setores investirem.

“Publicitários vão gostar de saber que PaVrs são consumidores AAA,” diz o diretor do laboratório de pesquisa da Nielsen. “Eles adotam novos produtos e serviços, advogam por marcas que amam e apreciam qualidade premium – e estão dispostos a pagar o preço premium por isso.”